RocketAds – Curso de Facebook Ads & Instagram Ads

100K por mês com Facebook Ads

Artigo por Felipe Cardozo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Olá,

Quando eu comecei a trabalhar com Facebook Ads, rapidamente cheguei à conclusão de que existia uma forma certeira de conseguir fazer com que o dinheiro trabalhasse pra mim. E há!

Mas é preciso compreender como a ferramenta funciona em seu “core” para que você efetivamente lucre de forma segura.

E para conseguir montar uma estrutura que me permitisse escalar de forma segura e progressiva, tive que seguir premissas que desenvolvi ao longo do tempo, errando, acertando, mas FAZENDO.

Eu não sou adepto de métodos, fórmulas milagrosas ou receitas que vendem uma ideia de grana fácil.

Mas a questão é, se você aplicar da forma certa, com certeza aumentará suas chances de conseguir obter resultados expressivos.

Nos últimos 8 meses faturei mais de 570 Mil reais, escalando mês a mês e chegando com uma média atual de 110 Mil de faturamento nos dois últimos meses, em uma estrutura que funcionou na maior parte do tempo gerando tráfego direto e por consequência, vendas diretas.

O tráfego direto é basicamente criar um anúncio e trazer o usuário diretamente para sua página de vendas.

Mas para que isso funcione, você precisa seguir essas premissas e são elas que listo aqui para que você possa aplicar em seu negócio.

Vamos lá?

1) Qualidade do Produto/Serviço

Não adianta. Você pode fazer o melhor anúncio, a melhor copy, a melhor página de venda. Se seu produto não for bom, você não vai obter sucesso com ele.

Talvez em um primeiro momento você consiga vendê-lo, mas poderá sofrer com estornos e reembolsos.

Um produto ruim não gera boca-boca positivo. E acredite, o boca-boca te ajuda e muito a vender a médio prazo.

Uma boa forma de saber se seu produto é bom ou não é validá-lo. Mas como fazer isso? Experimente uma estratégia rápida e curta de captação de leads para uma aula ao vivo e nessa aula ao vivo no YouTube, dê o seu máximo, faça aquela aula incrível e no fim, venda seu produto.

Antes de criar novas campanhas, aguarde uns dias, mas se aproxime desses alunos que compraram seu produto. Crie uma comunidade se for o caso, seja no Facebook, Telegram ou WhatsApp. Comunique-se com eles e tente fazer uma pesquisa sobre o produto para ver como está a aceitação.

Nessa análise já será possível saber se seu produto foi bem aceito e talvez você até receba bons feedbacks de pontos de melhoria do seu produto/serviço.

Como a validação foi importante pra mim?

No meu Curso Completo de Facebook e Instagram Ads eu mostro como eu iniciei essa estrutura que fatura mais de 100k por mês, mas o bacana deste curso é que eu comecei investindo a realidade da maioria dos anunciantes quando começam, que foi algo em torno de R$50,00 por dia.

Mas ainda assim, eu já tinha validado meu produto.

Eu criei uma campanha para captar leads e trouxe os usuários para whatsapp. Captei algo como 1.000 leads e dei duas aulas gratuitas.

No fim, abri carrinho e obtive boas vendas deste treinamento.

Ao validá-lo, vi que era hora de começar a criar minhas estruturas de campanhas e focar na escala dos resultados.

2) Vender sem funil funciona sim

É claro, trabalhar um funil de vendas é uma estratégia que te dá bastante resultados se aplicado da forma certa.

Mas existe um ponto importante nessa história: Verba!

Muitos anunciantes não possuem ainda verba suficiente para desenvolver um bom funil e na maioria das vezes, você precisará de fôlego financeiro para isso.

E quando você está nessa situação, como é possível escalar o negócio? Simples! Venda direto, acumule lucro e reinvista em novas estruturas.

No meu treinamento e Facebook Ads eu mostrei isso na prática acontecendo.

Aprenda uma coisa (se é que você não sabe):

“É mais difícil vender para quem não te conhece, não conhece seu produto, serviço ou sua marca”.

Desta forma, o tráfego direto é essencial para você conseguir lucrar. Quanto maior for o valor do seu produto ou serviço, mais difícil será consegui bons resultados.

O valor do produto interfere em duas situações:

1) Receio dos usuários em comprá-lo: É normal, pois os usuários quando não te conhecem ficam receosos em comprar seu produto ou serviço e não conseguir reaver seu investimento caso seja ruim.

2) Orçamento reduzido: Quando seu produto/serviço possui um valor elevado, como por exemplo R$497,00, seu investimento diário mínimo ideal em anúncios no Facebook deveria ser a metade desse valor, ou seja, R$248,50. Mas nem todos anunciantes tem esse fôlego no início.

Mas afinal de contas, como resolver essa questão? Simples! Crie um produto de entrada.

O produto de entrada é uma versão mais reduzida do seu produto. Suponhamos que você vende um curso que custe R$697,00, mas esteja com dificuldades de vendê-lo através do tráfego direto em anúncios no Facebook.

Experimente criar uma versão mais básica e reduzida desse curso e comercialize a um valor mais em conta, algo como R$97,00.

Com um produto a este valor, o usuário até se sujeita a arriscar a compra, mesmo com o risco do produto/serviço ser ruim.

Ou seja, para os usuários é melhor correr o risco de perder R$97,00 comprando seu curso do que perder R$697,00, não é verdade?

Esse produto de entrada pode ser um curso básico criado especialmente para este fim ou pode ser uma parte do seu produto de valor maior.

Uma vez que você começar a vender esse produto e claro, gerar ROI positivo, você poderá aplicar esse lucro reinvestindo nos anúncios para vender o produto/serviço de valor mais amplo, no caso do exemplo, o produto de R$697,00.

Outra vantagem desta ação é vender o produto mais amplo para quem comprar o produto de entrada. Isso porque, se antes eu disse que é mais difícil vender para quem não te conhece, agora ficou mais fácil vender para quem já conhece você, comprou se produto de entrada, sabe da sua didática, do seu suporte e da qualidade do seu produto.

Quando eu vendo meu treinamento de entrada que é o Rocketwp, 15 dias após a aquisição, os alunos já recebem um e-mail com uma oferta do RocketAds, que é meu produto de valor maior.

Minha taxa de conversão para esta ação é de 65%, ou seja, eu consigo converter para 65% dos alunos que compram o produto de entrada.

E isso é uma taxa de conversão excelente.

Mas veja bem. O produto de entrada deve ser bom, bem produzido e não pode ser vago e vazio. Ele precisa completar o entendimento de determinado assunto para que o usuário que o adquirir não ache o produto/serviço raso demais.

2) E se eu não tiver ou não conseguir um produto de entrada?

A resposta é: Afilie-se a um produto.

Se você tem necessidade de acumular verba para reinvestir em seu produto de valor amplo, aposte em um produto com uma boa curva de venda, uma boa comissão e dê o tiro certeiro.

Gerar lucro como afiliado e aplicar todo lucro na venda em anúncios para seu produto de valor maior é uma estratégia absolutamente inteligente e que lhe trará ótimos resultados.

Conclusão

Embora haja diversas situações que devem rodar paralelamente a tudo que expliquei aqui, esses são os pilares que adotei no meu negócio para conseguir faturar em uma estrutura que basicamente roda no automático.

Se você quiser saber como eu montei essa estrutura, conheça meu Treinamento de Facebook Ads, o RocketAds e veja os depoimentos de vários alunos meus e também os resultados gerados nos últimos meses.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Rocket Cursos Online LTDA / CNPJ: 36.555.335/0001-13